Quarta-feira, 2 de Maio de 2007

A loucura dos tons do Amor

Para todos os que têm a coragem de ser loucos...

 

É para ti que todos os rios correm, como se todo o mundo

fosse sugado para o teu peito e também eu me visse atraída

para esse sítio onde já me sinto em casa.

As tuas mãos puxam o mundo que há para lá das estrelas

e trazem o seu calor para que o único arrepio

que sinta seja o do teu toque, nesses dias de chuva em que as gotas

nos lavam do mundo e formam os

rios que correm para ti, porque tudo converge para ti:

os meus gestos, as minhas palavras,

os gestos dos outros que me lembram de ti,

as palavras dos outros que me lembram de ti,

as cores da tela que a Natureza pinta,

os impressionismos de barcos num pôr-do-sol,

num rio que também corre para ti.

Tu sugas o mundo e devolves

à esfera do aceitável a loucura dos tons

do amor – aqueles que só os loucos vêem.

Porque só os loucos são capazes de dizer que os rios

correm para uma única pessoa, porque só

os loucos são capazes de amar.

 

publicado por MB às 15:10
link do post | explanare | favorito
5 comentários:
De AEu a 2 de Maio de 2007 às 21:41
Loucura é não ter capacidade para ser louco! Que digo eu? Sim, o louco, em certa medida, tem a lucidez necessária para ver a realidade pura, ver o que não se vê, amar, talvez o que nem merece ser amado! Porque os outros, por pensarem ser normais, são incapazes de ir mais longe do que a ponta do seu próprio nariz! E o louco, que é lúcido, vai por vezes sozinho na subida! Atenção ! Atenção? Sim, a energia que se gasta a ser louco, desgasta muito... porque não tem medida, e não tem limite, o objectivo é sempre o infinito!
Ao espírito de um louco, ao espírito da aventura, de descoberta, de chegar mais e mais além... de construir o que ainda não foi inventado, de inventar o que há-de ser construído...
Um beijo gde , AEu .
De auctore sublato a 10 de Maio de 2007 às 15:00
Diziax k ngn binha
olha
bim eu
gztei do texto
(dond e k beio o ipsa ego?)

os loukos reinam
XD
De auctore sublato a 10 de Maio de 2007 às 15:01
ja agra sou o zito
akel amigo da kituta
oitra louka
De Sarinha a 11 de Maio de 2007 às 18:41
oi... gostei mt do texto e ja agora admito-me um pouco louca tambem, porque os rios podem nao fluir para uma so pessoa mas pelo menos os meus pensamentos e tudo o que me e permitido fazer flui apenas para uma pessoa!!! eheh
se continuar assim vou postar todos os textos...
bjtx
De André Campos a 13 de Maio de 2007 às 01:38
É impressão minha ou desde que foste acertada pela seta do cupido, escolhida pelos deuses para o amor andas a escrever melhor, isto se era possivel minha boa amiga...
Tenho gostado muito dos teus posts ultimamente, é que fazem sentir mesmo isso loucura nos tons do amor.
Gosto muito de ti colega ...
Um beijinho muito grande deste companheiro das letras, André

Comentar post

recentes scripta

Sibila est

Hipotermia (II)

Quarto de Pandora

António

Quiet Nights of Quiet Sta...

Catarse

RP sem Croquetes!

Por una Cabeza

Imortal

porta

Monólogos de Valium

Tardes de Saudade e um Ge...

...

Moinhos de Vento

Bilhete para o fim do dia

designed by Rui Barbosa