Sábado, 31 de Julho de 2010

Imortal

Noutro dia, andei a revisitar os meus visitados momentos neste blog. E atei um nó na garganta. Não percebi se queria voltar às memórias ou guardá-las. Ou apagá-las. Ou fazer de conta que ainda por lá andava, naquele tempo onde as coisas eram realmente fáceis e eu não sabia. Não que agora saiba tudo, mas sei mais. Lembro-me do conceito de cicatrizes de um amigo longínquo. Hão-de sarar um dia. Como tudo.

 

Tive saudades. Tenho saudades. E é com os olhos em mar que não sei o que escrever para tentar fazer honra à efeméride de hoje.

 

António Eusébio, o meu tio, meu amigo e exemplo de vida nasceu a 31 de Julho. E é imortal. 

música: Yesterday - The Beatles
publicado por MB às 00:35
link do post | explanare | favorito

recentes scripta

Sibila est

Hipotermia (II)

Quarto de Pandora

António

Quiet Nights of Quiet Sta...

Catarse

RP sem Croquetes!

Por una Cabeza

Imortal

porta

Monólogos de Valium

Tardes de Saudade e um Ge...

...

Moinhos de Vento

Bilhete para o fim do dia

designed by Rui Barbosa