Sábado, 19 de Janeiro de 2008

The Nearness of You

(Observação: Peço desculpa pelo video não ser da Norah Jones, mas foi o que encontrei… Ouçam a música por favor, para tentarem perceber a justificação deste post)

 

 

It's not the pale moon that excites me
That thrills and delights me, oh no
It's just the nearness of you

It isn't your sweet conversation
That brings this sensation, oh no
It's just the nearness of you

When you're in my arms and I feel you so close to me
All my wildest dreams came true

I need no soft lights to enchant me
If you'll only grant me the right
To hold you ever so tight
And to feel in the night the nearness of you

 

Fui desafiada (obrigada, Ki) a divagar sobre a minha música favorita. E aqui está, The Nearness of you. Não sei se sou muito capaz de escrever seja o que for mais ou menos aceitável ao olhar para esta letra e a ouvir a melodia que sai do piano e da voz da Norah Jones.

É que a música é realmente uma observação à muita artificialidade que se põe nas relações, sejam elas de amizade, de amor, de ódio talvez… Não é preciso muito; o que é realmente importante é estarmos perto uns dos outros, mesmo que essa “nearness” não seja física; o coração chega muito longe, quando sabe que do outro lado do mundo há uma casa que o possa acolher.

Porque, apesar de tudo, são aqueles abraços que não conseguimos esquecer que nos fazem querer voltar ao fim do mundo para “feel in the night the nearness of you”.

Até podemos estar a noite inteira a dizer asneiras, a rir das parvoíces da nossa vida, podemos mesmo não falar, morder o silêncio que sai dos nossos olhos. Podemos fazer de conta que nem estamos lá, mas sabemos que porque lá estivemos, porque estivemos juntos, as coisas valem sempre muito, muito mesmo, a pena!

 

publicado por MB às 19:34
link do post | explanare | favorito
1 comentário:
De ______ a 24 de Janeiro de 2008 às 14:11
Olá M.B., gostava de te dizer q gostei deste post mas não... Adorei mesmo !! A música a Norah bem... qualquer coisa de especial como: "Porque, apesar de tudo, são aqueles abraços que não conseguimos esquecer que nos fazem querer voltar ao fim do mundo para “feel in the night the nearness of you”."

Neste desafio muita gente falou em abraços... tou a pensar lançar outro desafio... realmente um abraço distante ou presente pode ser tanto como um dia reencontrado...

Beijinho e tudo de bom, sempre...

Comentar post

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

© Marta Barbosa 2007

recentes scripta

Sibila est

Hipotermia (II)

Quarto de Pandora

António

Quiet Nights of Quiet Sta...

Catarse

RP sem Croquetes!

Por una Cabeza

Imortal

porta

Monólogos de Valium

Tardes de Saudade e um Ge...

...

Moinhos de Vento

Bilhete para o fim do dia

designed by Rui Barbosa