Segunda-feira, 6 de Agosto de 2007

Os Ilustres do Marreco

Na praia encontra-se de tudo. É impressionante. Encontra-se miúdos com uma terrível vontade de tirar a roupinha toda (Maggie), encontra-se tios totalmente vestidos dentro da barraca, encontra-se dois irmãos quase à chapada porque houve uma troca de toalhas, uma prima que nos desafia a entrar na água que está mais gelada que o a água que sai do frigorifico e depois nos põe a cantar Jorge Palma, encontra-se um senhor a vender melões e a obrigar todos os veraneantes a ouvir a “Rádio Festival”, encontra-se o guincho estridente do vendedor de praia, encontra-se “coisas” de tatoo e de pulseirinha no pé…Encontra-se o Obelisco, o mar, a areia, as rochas, encontra-se gente inesperada nas rochas…

Pois é, engane-se quem pensa que ainda há sítios isolados. Eu e o meu Colego (explicando, estimado titio) fomos surpreender um conhecido nosso (parte da hierarquia mais discutida de sempre) em banhos na nossa tão querida Praia do Marreco! É certo que é uma praia calma, com uma zona de rochas que supostamente guarda quem lá está, mas acho que tanto embaraço não seria necessário. Há que viver a vida, n’est-ce pas? E é bom saber que todos têm o seu cantinho para escapar do mundo, no mundo, e que não escapam sozinhos. É, de facto estranho, mas ser estranho não é sinónimo de mau!

Segue-se, no entanto, um aviso: se vos aparecer uma rapariga de bikini e um senhor vestido com uma máquina fotográfica na mão, a dizer que estão a fazer uma entrevista para “Os Ilustres do Marreco”, fujam! Sou eu e o meu tio – os paparazzi de serviço! E nós andamos por aí, onde menos se espera…!

publicado por MB às 11:46
link do post | explanare | favorito
|
2 comentários:
De kituta a 6 de Agosto de 2007 às 16:36
Lol!
Fico a espera...
:p
Beijinho
De AEu a 7 de Agosto de 2007 às 23:36
Bem, só falta mesmo a imagem, tudo o resto está dito! Se não estivesse lá, até acreditaria! Disse à dias, para comigo, e depois também em voz alta, para que estava por perto, que julgo não haver nada que possa acontecer, que me possa espantar ou admirar! Mesmo o mais exótico, inesperado ou até insólito! Por isso...

Beijos, AEu

Comentar post

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

© Marta Barbosa 2007

recentes scripta

Sibila est

Hipotermia (II)

Quarto de Pandora

António

Quiet Nights of Quiet Sta...

Catarse

RP sem Croquetes!

Por una Cabeza

Imortal

porta

Monólogos de Valium

Tardes de Saudade e um Ge...

...

Moinhos de Vento

Bilhete para o fim do dia

designed by Rui Barbosa