Terça-feira, 16 de Fevereiro de 2010

Hera

in memoriam 09|10|09

 

Mais. Muito mais que chão. Muito mais.

Que palavras e que chão onde se estendam e

se enrolem nos pés das pessoas que passam por esse

chão nosso de sempre.

(Subiria a paz pela tua perna se lá passasses?)

Muito mais que palavras nesse chão onde pus os

meus pés de

frente

dos teus. E dexei cair pelo meu corpo o que não

te pude dizer com os olhos.

Muito mais que chão nesse jardim de pedras, com

palavras a correr para a água da fonte, a correr

para a água dos teus, meus olhos na noite.

Mais. Muito mais que chão, que mãos, que olhos, que água,

que palavras. Todos teus, a correr pelo chão e a subir-me pela alma.

A correr por esse chão nosso de sempre.

Mais. Muito mais que pedra de estátuas de

jardim. Muito mais que palavras a correr como

hera pelos teus braços.

(Subiria o amor pelo teu peito se lá me visses?)

Muito mais que palavras que deixei cair por não

saber como apanhar o medo. Mais. Muito mais que memórias

a correr a bruma que abraça o nosso abraço.

Mais. Muito mais que chão, pedra por pedra,

pedra por memória.

E chão. És muito mais que chão.

Pés que ficaram em frente dos meus na estátua do tempo,

na memória da pedra.

(Subiria o sempre pela tua mão na minha,

se ma desses?)

 

 

(madrugada de 15|02|10)

música: I wouldn't need you - Norah Jones
publicado por MB às 22:08
link do post | explanare | favorito
|
1 comentário:
De Vasco a 18 de Fevereiro de 2010 às 18:30
A música devia ser a Funny Valentine.

Comentar post

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

© Marta Barbosa 2007

recentes scripta

Sibila est

Hipotermia (II)

Quarto de Pandora

António

Quiet Nights of Quiet Sta...

Catarse

RP sem Croquetes!

Por una Cabeza

Imortal

porta

Monólogos de Valium

Tardes de Saudade e um Ge...

...

Moinhos de Vento

Bilhete para o fim do dia

designed by Rui Barbosa