Domingo, 1 de Março de 2009

Em todas as ruas do Amor

Dois dias antes da vitória, em tom de brincadeira diziam, depois de um pequeno concerto acústico privado nos camarins do Teatro Camões, que este vídeo daí a muitos anos valeria muito.

 

(Aproveitando o espaço para prolongar o meu ego) Era eu quem estava atrás da câmara.

 

 

 

 

publicado por MB às 18:04
link do post | explanare | favorito
|
2 comentários:
De Vasko a 2 de Março de 2009 às 01:54
Só não vale dinheiro porque já é público. Está uma gravação e montagem excelentes, ainda vais arranjar emprego com a brincadeira.

Foram os melhores, eram os meus favoritos e já tinha votado neles no site. Felizmente a palhaçada do voto ignorante foi abatida pelo voto conhecedor de quem de direito. Não que ainda não houvesse tempo para perceber que o povo não só é cego como também é surdo.

O ano passado tive direito a autógrafo, infelizmente não de quem venceu, mas este ano, tivesse eu me lembrado, decerto teria tido a sorte de ter um, desta vez sim, dos vencedores.

Beijos


P.S- Eu conheço o postal escondido lá no fundo. Escondido é forma de dizer porque se o estivesse não se via.

De David Pereira a 28 de Março de 2009 às 02:07
A música é linda!
A menina que está por detrás da câmara também.

Um dia quero estar a cantar assim para ti!

Beijinhos

Comentar post

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

© Marta Barbosa 2007

recentes scripta

Sibila est

Hipotermia (II)

Quarto de Pandora

António

Quiet Nights of Quiet Sta...

Catarse

RP sem Croquetes!

Por una Cabeza

Imortal

porta

Monólogos de Valium

Tardes de Saudade e um Ge...

...

Moinhos de Vento

Bilhete para o fim do dia

designed by Rui Barbosa