Sábado, 21 de Fevereiro de 2009

Ruas

 

em todas as ruas te encontro

em todas as ruas te perco


fugiu das mãos o peso do sentido

e nos olhos já não raia o sol da íris


em todas as ruas te encontro


 

o tempo levou as cores das coisas e

o hálito do orvalho das manhãs trazidas

por noites de eternidades muito longas


 

em todas as ruas te perco


 

o que me querias contar coube

numa eternidade muito pequena

tão pequena que a vida não chegou

música: Em todas as ruas do amor - Flor de Lis
publicado por MB às 12:30
link do post | explanare | favorito
|

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

© Marta Barbosa 2007

recentes scripta

Sibila est

Hipotermia (II)

Quarto de Pandora

António

Quiet Nights of Quiet Sta...

Catarse

RP sem Croquetes!

Por una Cabeza

Imortal

porta

Monólogos de Valium

Tardes de Saudade e um Ge...

...

Moinhos de Vento

Bilhete para o fim do dia

designed by Rui Barbosa