Quinta-feira, 7 de Fevereiro de 2008

À distância de uma semana...

 

À distância de uma semana, penso que serei capaz de falar do dia de São Valentim sem ser exageradamente deprimente (que é o meu estado habitual em tal dia). À distância de uma semana, acho muito bem que haja um dia em que devemos ser especialmente especiais para quem nos é especial. Um dia em que podemos mimar as pessoas de quem gostamos, em que não devemos ter vergonha de dizer de coração aberto “gosto de ti”. É certo que eu podia tomar aquela posição de solteirona solitária (que será a minha na próxima quinta-feira), a dizer que o dia de São Valentim é um fenómeno comercial, que devemos fazer esse tipo de coisas todos os dias. Mas, neste dia, acho que as coisas têm especial valor. Porque é um dia reservado para dizermos aos outros o quão importantes são para que consigamos ver o caminho que percorremos. Se há dias para tudo, porque não haver um dia do Amor?

Eu sei que estou a escrever o post com a antecedência de uma semana, mas é que eu vou entrar em processo depressivo nos dias que se aproximam. É que nunca tive boas razões para me lembrar deste dia. Há sempre um espécime do sexo oposto que se lembra de me estragar este dia.

No ano passado, ganhei um concurso de poesia de dia de São Valentim, com um poema que traduzia aquilo que para mim seria o ideal do sentimento (a minha utopia). Este ano não há concurso, mas há a esperança de que essa utopia passe do papel que escrevi para a minha vida. Sonhar não custa e faz sempre bem, não faz?

Um dia eu vou ser capaz de escrever uma coisa bonita sobre o dia dos Namorados, no Dia dos Namorados...quem sabe, um dia...

publicado por MB às 16:57
link do post | explanare | favorito
|
2 comentários:
De Kekeia a 10 de Fevereiro de 2008 às 02:05
Sabes que mais? Não só nunca tive um dia dos namorados bons como consigo recordar um punhado deles que posso descrever como sendo bastante maus. Desde dia passados em hospitais até descobrir coisas que não eram para ser descobertas em tal dia já tive um pouco de tudo... mas não falemos de coisas tristes...
O mais certo é na proxima quinta feira nem acordarmos... sim porque depois desta época de exames eu vou dar uma de Bela Adormecida e dormir 100 anos.
Beijinho gd
Goxmuiti
De ______ a 11 de Fevereiro de 2008 às 13:45
E esse poema será publicado aqui no dia 14 certo? Uma questão de positivismo...

Beijos de adoro ler-te :)

Comentar post

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

© Marta Barbosa 2007

recentes scripta

Sibila est

Hipotermia (II)

Quarto de Pandora

António

Quiet Nights of Quiet Sta...

Catarse

RP sem Croquetes!

Por una Cabeza

Imortal

porta

Monólogos de Valium

Tardes de Saudade e um Ge...

...

Moinhos de Vento

Bilhete para o fim do dia

designed by Rui Barbosa