Domingo, 2 de Setembro de 2007

Silêncios da razão

Se a razão não me limitasse as palavras,

Queria dizer-te que só contigo me falham as palavras,

Que, só contigo, o pouco das palavras que me resta

Me fecha a boca.

 

publicado por MB às 23:10
link do post | explanare | favorito
|
4 comentários:
De kituta a 2 de Setembro de 2007 às 23:27
Dá q pensar...
:D
Bj
De FELINO a 4 de Setembro de 2007 às 16:51
Gostei e não quiz deixar de ficar a pensar.
A paixão e o enamoramento leva-nos a ficarmos calados e a ficar sem palavras. Bonito.

Beijinhos
De FELINO a 4 de Setembro de 2007 às 16:51
Gostei e não quiz deixar de ficar a pensar.
A paixão e o enamoramento leva-nos a ficarmos calados e a ficar sem palavras. Bonito.

Beijinhos
De KI a 5 de Setembro de 2007 às 01:26
Olá M.

EU ando atenta e leio-te sempre, mas nem sempre o tempo nos permite alma para comentar. As palavras são tão poucas quando queremos dizer tanto. Beijinhos :)

Comentar post

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

© Marta Barbosa 2007

recentes scripta

Sibila est

Hipotermia (II)

Quarto de Pandora

António

Quiet Nights of Quiet Sta...

Catarse

RP sem Croquetes!

Por una Cabeza

Imortal

porta

Monólogos de Valium

Tardes de Saudade e um Ge...

...

Moinhos de Vento

Bilhete para o fim do dia

designed by Rui Barbosa