Sexta-feira, 31 de Agosto de 2007

É difícil

Hoje acordei e senti-me sozinho
Um barco sem vela
Um corpo sem linho.
Amanheci e vesti-me de preto,
Um gesto cansado
O olhar do deserto.
 
Quando todos vão dormir
é mais fácil desistir,
Quando a noite está a chegar
É difícil não chorar.
 
Eu não quero ser
a luz que já não sou,
Não quero ser o primeiro
Sou o tempo que acabou.
Eu não quero ser
As lágrimas que vês,
Não quero ser primeiro
Sou um barco nas marés.
(…)
Pedro Abrunhosa
música: É difícil - Pedro Abrunhosa
publicado por MB às 23:08
link do post | explanare | favorito
|
1 comentário:
De Kel a 1 de Setembro de 2007 às 00:56
Ola. Tenho um desafio para ti. Podes passar no meu blog se faz favor?? Obrigada. beijocas

Comentar post

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

© Marta Barbosa 2007

recentes scripta

Sibila est

Hipotermia (II)

Quarto de Pandora

António

Quiet Nights of Quiet Sta...

Catarse

RP sem Croquetes!

Por una Cabeza

Imortal

porta

Monólogos de Valium

Tardes de Saudade e um Ge...

...

Moinhos de Vento

Bilhete para o fim do dia

designed by Rui Barbosa